Mind the Gap

(*) Chegou a hora de partir para umas pequenas férias, e desta vez o destino é Londres. A saga começa para deixar o país. No check in da Tam tudo sensacional, atendentes pacientes e educadas. O mesmo não pode ser dito dos funcionários da Policia Federal. Uma fila monstruosa com pessoas perdidas na organização. Tinham apenas 2 funcionários para atender aos brasileiros, filas homéricas e passageiros sem paciência, também, pudera, o ar condicionado não estava funcionando. Fui chamada ao guichê 8 e pasmem, a funcionária estava no WhatsApp e sequer se deu ao trabalho de olhar para mim. Ao chegar na sala vip tudo voltou a ser uma maravilha, assim como o embarque, novamente aeromoças simpáticas e serviço de primeira. A Tam está de parabéns pela cordialidade de seus comissários.

Desembarcando, a diferença com o aeroporto brasileiro e nossos serviços é gritante – da limpeza à cordialidade, tudo grita aos olhos. Estar no primeiro mundo realmente é muito bom, aqui se vê que pagar os impostos (que não são baixos) vale a pena. Mas uma coisa é certa, a mulherada não curte muito lavar os cabelos e os homens não curtem muito cortar as unhas. Dentista, então, deve ser um absurdo  de caro kkkkk

Passei pela imigração e novamente fiquei passada com a educação dos oficiais, realmente um país digno da realeza. Depois de pegar as malas, fui direto para o metrô, a uma escada rolante de distância e dentro do próprio aeroporto, sem falar que com apenas 5 Libras cruzei a cidade pela Piccadily Line. Poderia ter ido de taxi (por aqui chamados de “cab”, são aqueles pretos iguais aos dos filmes) mas o caranguejo beliscou o dedinho e não deixou com que eu pagasse 100 libras.

Falando em metrô, os daqui são pontuais e todas as linhas são muito bem sinalizadas, basta um pouco de atenção e você não se perde e chega em qualquer lugar. Ahhh, já ia me esquecendo, por aqui você pode comprar apenas a passagem, mas também o Oyster Card – cartão que você coloca crédito e passeia por toda a cidade, e o melhor de tudo, quando sair do País, você pode devolver o cartão e resgatar o valor pago. Primeiro mundo mesmo e que respeita seus turistas. Vale a pena dar algumas paradinhas básicas em determinadas estações, como por exemplo: Covent Garden, Gants Hill, Westminster Station, Canary Wharf Station, Southgate Station, Baker Street…. No próximo post darei dicas de comprinhas e muito mais. Mind the gap!

(*) Texto escrito e assinado por Déa Garcia, nova colaboradora do De Calça. Em breve faremos os devidos ajustes no blog e colocaremos o nome dela no post, além de uma pequena Bio de todas nós. =)

Anúncios