De Calça em Londres – Surtando na Zara, Adidas, Selfridges….

E chegou a hora de ver as vitrininhas luxuosas das ruas de Londres, – tudo de glam or not glam at all pra ver e, se tiver cash or credit, adquirir algumas (várias) pecinhas básicas ;) Primeira parada do dia: Oxford Street –  porque toda mulher merece uma Selfridges na esquina de casa. Para quem não conhece, A Selfrifges é uma loja de departamentos estilo Harrod’s (ou Daslu para clarear a mente) por lá você encontra todas as marcas de cosméticos, roupas e acessórios. Os lançamentos europeus da Dior, Gucci, Prada pularam no meu colo, mas resolvi deixá-los para as japonesas/chinesas/coreanas… Misericórdia como esse povo compra! E chegam a fazer fila… Enfim, elas podem. As lancheiras do McDonalds (Ups, sorry!), da Moschino, estão por lá também (ô coisinha feiaaaaaaaa). Na mesma onda de estilos esquisitos, encontramos por lá a Charlotte Olympia, com suas estilosas bolsinhas e carteiras de mão. A Givenchy continua com a pegada animal, e a já consagrada stampa de rottweilers raivosos still there. MiuMiu e suas candycollors, quem não ama? Prada esta com o lançamento mundial da DoubleBag, bem que eu queria uma de cada cor, mas o medo de ser parada na alfândega brasileira foi maior. Preferi não arriscar. Gucci e Dior mantém a tradição e o estilo clássico, arriscando um pouco nas cores mais chamativas.

Continuando o passeio pela Oxford Street… A H&M tem muitos shorts curtos, calças justíssimas, jardineiras jeans o atual macacão é o hit da estação. Parece que até já vejo algumas mocinhas desfilando as polpinhas da buzanfa pelas ruas e as pochetes laterais (as banhinhas) nas blusinhas croppeds no melhor estilo “Loka do Dia”. Senhor, me dê muito óculos escuros para não ver as aberrações! Tênis estampado de oncinha se vê a cada corner da loja.

E a Forever21 desembarcou no Brasil, não é mesmo? Por aqui ela já é um hit faz tempoooo para a coleção Primavera/Verão 2014, trouxe tecidos leves, coloridos, estampas diversas, uma fofura. Achei que pecaram um pouco na qualidade de tecidos e costuras, mas o preço compensa.

Na linha de lojas acessíveis por aqui, existe a Primark, que é tipo uma Renner, se formos fazer comparação com o Brasil. Por lá, você encontra tudo o que está na modinha, os preços são mais convidativos, mas tem que garimpar e ter paciência pra procurar, caso contrário, sai de mãos abanando. Mas sabe aquela regatinha básica com renda para usar embaixo de malha e camisa? Lá você encontra por 3 Pounds.

Ameiiii de paixão a Adidas! Nossa coleção (da Farm) está por aqui também (nossa – porque sou brasileira kkk). Posso dizer que está mais linda que da Stella, e fotos e mais fotos foram tiradas, e ninguém reclamou. Os tênis estão lindíssimos, vontade de ter 1 de cada. E os preços estavam sim convidativos – media de 50 Libras os lançamentos.

Zara…. Jesus Cristo do cartão de crédito, pague minhas contasssss!!!! Uma roupa mais linda que a outra. A coleção esta incrível e a qualidade das costuras e tecidos nada se parecem com as roupas que chegam ao Brasil. Muitas cores fortes, amarelos e laranjas. candy colors, blusas leves, vestidos e saias fluidas. Tirei até algumas fotinhos escondidas. O super simpático vendedor me disse que se eu quisesse tirar fotos das roupas, que eu acessasse o site, porque lá eu encontraria tudo… Faça-me o favor… Não iria deixar você sem fotinhos, nean? E sabem os tênis que são hits na Daslu? Aqui você encontra em qualquer loja modelos que não deixam nada a desejar….

Na volta pra casa, parei próximo a WoodGreen Station para fuxicar na Sports Direct – lojinha bacana para comprar roupas de ginástica e tênis com preço mais acessível, nada de lançamento ou coleções novas. Mas quem disse que o básico tem que ser novidade, não é? Existem outras unidades espalhadas pela cidade que valem a visita.

Bjokas e até amanha

 

Anúncios