Cores que fazem sorrir

Vogue UK - February-2012

Vogue UK – February-2012

Olá! O post de hoje abre a semana com um sorriso no rosto trazendo toda força e energia das cores para o mood do outono. Oi? Já reparou que as coleções Outono/Inverno deste ano parecem um deja vu, sem grandes inovações nas cores, estampas, formas e shapes? Pois é, pode tirar a camisa xadrez do armário e aquela sua malha de lã bem gostosa, porque no inverno 2014 o que vai pegar é o conforto. Na contramão do previsível, algumas marcas arriscaram apostar em estampas coloridas e trazer mais alegria para a estação. E a moda desempenha esse papel desde sempre.

Na década de 50, o estilista francês Christian Dior promoveu uma das maiores revoluções da moda quando lançou o New Look. O comprimento das saias subiu até um palmo abaixo da altura dos joelhos, as saias eram rodadas e a cintura bem marcada. A silhueta feminina trazia a volta da delicadeza e da leveza para o dia a dia. Era o retorno à alegria de viver, de poder vestir roupas mais leves e ao mesmo tempo distintas. Se a segunda guerra fez os tecidos finos desaparecerem das prateleiras e das casas de alfaiataria, na década de 50 a indústria têxtil tomou novo fôlego e renovou o prazer de vestir e estar na moda.

Em 2012 vimos este movimento ou desejo renascer. A capa da edição de fevereiro da Vogue UK estampou com todas as cores a figura do que poderia ser uma Pin Up, ou melhor, uma mulher linda, sorridente e alegre (“the girl next door”).Tá aí um tema que a moda não valoriza muito. E vamos lá, ninguém mais aguenta ver aquelas poses esquisitas, modelos esquálidas e aquela cara de nada estampada nos editoriais de moda. Gente, a vida tá cara e difícil demais pra se valorizar coisas que não sejam realmente positivas. Outro dia entrei na Zara e fiquei super feliz porque num dos expositores só tinham blusas coloridas, numa outra arara vi roupas brancas, cor de lima, azuis, verdes… Na Farm, então, nem preciso comentar. Acho que o sucesso da parceria com a Adidas deve-se em parte às estampas ultra coloridas, características da Farm, mas que foram lançadas exatamente num momento em que aparentemente as vitrines de todas as lojas estão iguais.

E que saber? Aderi às cores sem medo. E sabe o que eu percebi? Notei que quando saímos do bom e velho pretinho básico, as pessoas sorriem de volta. Faça o teste. Vestir-se tem tudo a ver com saudar o outro, com causar uma sensação. Você já parou pra pensar quais são as mensagens e os sinais que você está emitindo ao escolher a roupa que você vai usar? Essa coisa de escolhi a primeira peça que vi, não cola aqui. Todo mundo escolhe, pensa, analisa – será que vai ficar bom? Over? Básico demais? Na dúvida, a gente apela pro básico, clássico e vai de preto mesmo. Mas tá aí, quer começar uma semana realmente diferente? Go back to the 50’s e aposte numa atitude mais jovem, livre e divertida. Prometo que postarei as minhas cores do dia no nosso Insta. E se você se animar, tagueie seu look com #MaisCorPorFavor ;) Feliz semana colorida para todos nós!

Pra ilustrar as bizarrices do mundo da moda, a artista Yolanda Domínguez saiu pelas ruas da Espanha reproduzindo as poses das modelos nas revistas. Muito louca! rsrsrsrrs Tá na hora de renovar essa linguagem, não tá não?

 

Anúncios