De cara nova

Sabe quando você dá aquela boa olhada na sua casa e acha que todos os móveis estão velhos? Chegando no quarto pensa que poderia pintar as paredes, trocar as cortinas, mudar a colcha? Abre o armário e além de achar que não tem roupa nenhuma, não aguenta mais ver as mesmas peças, e acha que precisa de uma bota, um casaco, uma calça jeans, um vestido ou uma blusa nova? Essas cenas são comuns para você? Pois é, estas cenas se repetem para milhares de pessoas todos os dias. É bem comum a gente se acostumar com as coisas e enjoar delas com muita facilidade. Seja pelo reflexo do modo de vida frenético que vivemos e que gera uma ansiedade absurda sobre a mudança das coisas, seja porque as ofertas são extremamente numerosas, e você nem precisa andar no shopping para ser impactado por todas elas. Nessa vibe “consumista”, proliferam os sites de venda de utensílios e roupas novos e usados. Confesso que demorei pra querer me interessar por este meio, já que não sou tão adepta assim do e-commerce. Ainda curto dar uma voltinha nas lojas, tocar e sentir a textura e o cheiro das coisas, e melhor ainda se forem novas. Para quem quer vender objetos de decoração, mobílias, trecaiadas e gadgets em bom estado, fica a dica do Mercado Livre, OLX e do Bom Negócio, este último é responsável pelos filmes mais legais da TV. Já, para quem tem um armário ou closet cheinho de coisas incríveis, mas sem o menor uso, a dica é o site Enjoei. Paraíso das fashionistas, o enjoei tem de um tudo: desde óculos de Sol, bolsas, sapatos, botas, vestidos, acessórios dos mais diversos, é bem fácil de se cadastrar e vale o rolê.

Feito esse ajuste na casa e no armário e ainda dentro do tema da mudança, as vezes a vontade de mudar nem sempre recai na casa, no quarto ou no “look do dia”. Uma simples visita ao salão pode render horrores e fazer milagres. Há alguns anos venho acompanhando uma certa evolução na indústria cosmética, em especial dos produtos voltados para tingimento e hidratação dos cabelos. E nem estou falando da escova Marroquina, de Chocolate ou da Progressiva, que andou fazendo milagres nas cabeleiras mais rebeldes. Falo das colorações e de como a moda tem tentado fugir do padrão em nome da cor e do estilo. Observe que se até mesmo a indústria automobilística – refém do preto, do prata e do cinza chumbo – já se rendeu a outros tons, a indústria cosmética nacional não poderia ficar de fora. Minha última obsessão são os tons violáceos, rosados e levemente avermelhados. Acho a coisa mais linda do mundo, quase um sonho. Nesse meu desejo confesso por mudanças, andei fazendo uma pequena pesquisa para saber que tom ou estilo cairia melhor para mim. Apesar de mais aceito, tenho certeza que ainda rola um certo preconceito em torno das madeixas coloridas, mas who cares? Só se vive uma vez, e a exemplo da querida Kelly Osbourne, nada que uma mudança radical cheia de estilo não possa arrancar um sorriso aqui e ali até do mais conservadores. Tem que ter atitude e coragem pra segurar o cabelón. Nessa galeria aqui separei algumas imagens que me guiarão nessa mudança. E aí? Você encararia essa transformação?

Anúncios