Casacos, regatas e videotape

Gente, o mês de junho é um mês feliz – tem Festa Junina e liquidação. Alguém falou em Copa? Vou pular essa pauta pra não fugir muito do assunto. O negócio é o seguinte, depois de escrever alguns textos sobre a Forever 21, resolvi aproveitar o meu horário de almoço pra me jogar nas novidades da marca mais comentada dos últimos meses. Trabalhar ao lado de dois shoppings tem lá seus benefícios, né? Enlouquecida por todos os casacos da Zara, mas sem 1 Real no bolso (leia-se 600 Reais em média para cada um deles), fui na Forever 21 ver se encontraria algum casaquinho para me aquecer nessas manhãs friiiiias de inverno. E posso falar? Já é primavera na Forever 21 do Morumbi Shopping. #Aceita

Acho incrível quando começa o inverno e as lojas lançam as coleções de verão. Vai entender o que se passa… Nem acho que seja uma oportunidade, nem nada, e penso que é muita loucura queimar o estoque e começar a vender roupas que ninguém vai poder usar agora, mas enfim… Na Forever você encontrará regatinhas de malha (de 8 à 19 Reais), vestidos floridos – curtos e longos – de malha ou poliéster a partir de 40 Reais. Porém, malhas de frio, jaquetas e similares você verá poucos exemplares e com preços nada amigáveis. Lamento dizer. A título de curiosidade, se você curte uma boa jaquetinha de couro (P.U.), pode se preparar para fazer um  belo de um investimento. Nesse inverno de Deus, uma jaquetinha mininamente decente não sai por menos de mil Reais. Senta e chora. E será que vale mesmo a pena comprar uma jaqueta de P.U.? Duas jaquetas lindas, que eu tinha, já se desfizeram…

Mas voltando, na minha patrulha fashion pela Forever, consegui adquirir o último cardigan de lã com estampa étnica em P&B. O último mesmo. Vale a pena vasculhar em todas os expositores e prateleiras e descobrir algumas preciosidades. E que venha o inverno! Aproveitei o rolê e também me entreguei nas regatas em tons terrosos (super basiquinhas) para usar durante o ano todo por baixo de camisas e blusas de linha. Vale a pena. Mas como perguntou um amigo: – “Não é meio Marisa, não?”. Pior é que é, mas rola um glamurzinho no VM, na tentativa de trazer produtos legais, e a gente sabe que deve ser bem difícil trazer peças atuais e vendê-las por um preço inferior ao da concorrência. Daí chegam apenas algumas blusinhas e vestidinhos beeeeeeem ruizinhos, com tecidos de quinta – poliésterzera gritando e modelagem diferenciada. Para quem ainda não visitou a loja, vale dar um pivô pra conhecer as novidades, mas segure suas expectativas. É bem possível que você encontre produtos muito mais interessantes e a preços acessíveis na Emme, na Luigi Bertolli, na Renner e na C&A. Para se divertir com as amigas, recomendo a Top Shop do Market Place ou do JK. A área de acessórios dá um post a parte.

Após alguns dias sem escrever, estou apenas me aquecendo. Fui ao salão para mudar radicalmente a cor do meu cabeloe voltei atrás. Tomei um chacoalho na terapia e entrei no trilho. Andei me jogando em alguns filmes, documentários e livros que eu gostaria de compartilhar com vocês, mas isso tudo é assunto para os próximos posts. Se você está chegando no De Calça agora, recomendo clicar nos links acima. Os nossos textos sempre vêm recheados de informações para que você fique por dentro de tudo e possa conversar com a gente nos comentários abaixo ou na nossa página do Face. Pra finalizar, vou fechar esse post com um episódio com os melhores momentos da primeira temporada do novo programa da diviníssima Constanza Pascolato e, sua amiga, Marilu Beer. Até que enfim lançaram um programa para mulheres com a mesma dinâmica dos nossos assuntos. Quero ser assim quando eu crescer. Anote as dicas do blog e press play!

Em tempo – já quero um Google Glass!

Anúncios